Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Programação Radio - Hinos de Louvor
No comando: Hinos de Louvor

Das 00:00 as 24:00

Congresso EBR 2017 | A nossa gloriosa herança

Compartilhe:
banner-home-site4
Começa em: 06/11/2017 Termina em: 06/11/2017

No dia 31 de outubro de 1517, Lutero pregou 95 teses na porta de uma igreja em Wittenberg, Alemanha. Ele pensava estar defendendo a doutrina da igreja e nunca imaginou a tempestade que estava provocando. Em poucos dias suas teses foram reproduzidas e espalhadas pelo país inteiro. O resultado foi o que os historiadores chamam de “A Reforma Protestante”, um retorno às Escrituras como a única regra de fé e prática, junto com a crença na salvação somente pela graça e somente por meio da fé.

O ano de 2017 marca 500 anos deste evento histórico e evangélicos no mundo inteiro celebram a graça de Deus que nos salvou da perdição. Nós, batistas, não somos diferentes. Somos gratos a Deus por homens como: Lutero, Melancthon, Zwingli e Calvino. Não fossem eles, nosso mundo e até nossa fé seriam bem diferentes.

Porém, nós batistas historicamente defendemos a ideia de que a Reforma não foi longe o suficiente, que ainda não produziu igrejas como as do Novo Testamento. Assim, nós também vamos celebrar a Reforma, mas o faremos ao modo batista: destacaremos as áreas onde concordamos, mas também lembraremos das áreas em que discordamos.

Há muitas igrejas evangélicas — e até batistas — com identidades confusas. Não queremos julgar ou condenar outras denominações, mas apenas não perder a nossa distinção, e a melhor forma de fazê-lo é, de tempos em tempos, revisar nossa história e nossas doutrinas.

Portanto, venha celebrar conosco 500 anos da Reforma Protestante na perspectiva batista. Os preletores abordarão as principais doutrinas da Reforma e nosso convidado especial discorrerá sobre os distintivos dos batistas.

Esperamos você lá!

 

Site: http://congressoebr.com.br/

Hora que começa: Hora que termina:

Localização: Hotel Majestic - Águas de Lindoia - SP

Deixe seu comentário: